Teorias, modelos e autores (Seminário | Atividade 2# cont.)

No seguimento de algumas leituras realizadas, destacam-se já algumas teorias, modelos e autores, como é possível verificar na imagem colocada em post anterior.

 

Em termos de caracterização da criança, a teoria mais conhecida diz respeito aos estádios de Jean Piaget. Segundo o investigador, a criança passa por 4 estádios de desenvolvimento cognitivo, verificando-se um processo contínuo de construção de estruturas variáveis. Contudo, julga-se de maior relevo a teoria de Lev Vygotsky, na medida em que este autor dá um maior enfoque à influência socio-cultural no desenvolvimento cognitivo da criança. Para Vygotsky, as estruturas sociais e as relações sociais levam ao desenvolvimento das funções mentais, sendo que não são estas que precedem a socialização, mas o contrário. Este autor destaca a possibilidade da aprendizagem da criança através do jogo. Uma vez que se pretende compreender como a criança poderá aprender através de um jogo em contexto de instalação num espaço público, é de maior interesse as teorias que destaquem a influência social.

 

Relativamente à aprendizagem não-formal, destaca-se a perspectiva de Eshach, nomeadamente no que concerne à aprendizagem em museus e centros de ciência. O autor esclarece uma frequente confusão que surge na literatura acerca da aprendizagem nestes espaços, sendo que é comummente definida como informal. Contudo, Eshach alerta-nos para a questão de que, quando se trata de uma visita livre e não estruturada, esta classificação é correcta, mas quando se trata de visitas de estudo acompanhadas e com uma estrutura definida, não podemos falar em aprendizagem informal, mas sim não-formal. Deste modo, não é o espaço mas sim a forma como a aprendizagem ocorre que determina a sua classificação. O autor apresenta ainda alguns modelos de interesse na explicação da aprendizagem em visitas de estudo, nomeadamente o modelo contextual de Falk e Dierking's, onde 11 factores afectam a aprendizagem no seio de 3 domínios contextuais: pessoal, socio-cultural e físico. 

 

 

FONTE: http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0104-59702005000400003

  

Conforme a evolução das leituras, publicarei mais sínteses das teorias, modelos e autores de relevo.

publicado por monica-ribeiro às 17:46
link do post | comentar